O mundo secreto dos desenhos



 

Uma abordagem junguiana da cura pela arte

Autor(a): Gregg M. Furth

SINOPSE
Desenhos espontâneos são uma das ferramentas mais eficazes e acessíveis à disposição do analista. Um desenho desses é feito em poucos minutos, com apenas um papel e alguns lápis de cor . Os desenhos podem ser feitos em qualquer lugar, desde um leito de hospital até uma sala de aula, e são tão eficazes quanto os sonhos como fonte de informação psíquica. Diferente dos sonhos, para cuja interpretação são necessários anos de treinamento intensivo do analista, interpretações válidas de desenhos espontâneos podem ser feitas por qualquer pessoa responsável e compassiva - professor, pastor, médico, etc. -, desde que ela siga copm cuidado as diretrizes que o autor nos fornece. O terapeuta que trabalha com desenhos espontâneos perceberá que essa não é apenas uma ferramenta analítica muito útil, como também muito poderosa. Além disso, as pessoas gostam de desenhar e embarcarão nessa prática com um nível de entusiasmo que muitas vezes falta em outras situações terapêuticas - simplesmente porque ela toca em nossa necessidade universal de nos expressar.

GREGG M. Furth é diplomado pelo Instituto C. J. Jung em Zurique. Lecionou na faculdade da Universidade do Estado da Califórnia e na Universidade John F. Kennedy. Vive e trabalha em Nova Iorque.

Sem comentários:

Enviar um comentário