Arte como forma de inclusão de grupos sociais desfavorecidos

Todas as manifestações de Arte constituem formas de inclusão dos grupos sociais mais desfavorecidos. Por via das diferentes formas de Arte e suas respectivas técnicas e modelos de intervenção, as pessoas com deficiência podem encontrar o seu lugar no mundo, apreendendo conhecimentos que posteriormente poderão aplicar no quotidiano, e que lhes permite, simultaneamente, conquistar maior autonomia e capacidade de intervenção nos diferentes espaços sociais. As competências geradas por via da prática das diferentes expressões, permitem ainda que as pessoas com deficiência mental e multideficiência se defrontem permanentemente com as suas limitações e potencialidades, descobrindo-se assim, a si e aos outros.

Sem comentários:

Enviar um comentário